Visitantes online

contador de visitas

O cego e o ancião

segunda-feira, abril 03, 2017

Eu não sabia que a vida Era cheia de ilusões Hoje sei porque um dia Parei para prestar atenção Fiquei sabendo a verdade Olhando a dificuldade De um cego e um ancião O cego me disse amigo! Pare um pouco para pensar Que a visão é uma riqueza E nunca se pode negar Isso eu falo com certeza Porque a minha maior tristeza É não poder enxergar O ancião me falou Baseado na verdade Procure viver sorrindo Sem luxo e sem vaidade Veja que eu vivo triste Porque entre tudo que existe Me falta a saúde e a tranquilidade Depois daquela conversa Esqueci as ilusões E guardei os bons conselhos Na minha imaginação Não consigo tirar da mente Quanta tristeza que sente O cego e ancião. Diante da natureza De infinita bondade Sobrevive a humanidade A vida causa surpresa Tem a fase da tristeza Sem nenhuma solução Pois a vida é uma ilusão No final não tem saída E não sente prazer na vida Quem é cego ou ancião. A cegueira e a idade Trazem angústias iguais O cego sente demais A falta de liberdade O ancião tem saudade Da sua vida em ação Vivendo na solidão Toda vontade é perdida Não sente prazer na vida Quem é cego ou ancião. Eu vi um cego cantando Fazendo versos na praça Para mim a maior desgraça Foi ver o povo zombando Ele sempre improvisando Fazendo verso na hora Carregava uma gaiola E não era para se mostrar Mas dentro dela se ouvia Gorjeando um sabiá.

Leia Também

0 comentários

Seu comentário é muito importante!
Obrigada

Os mais lidos

Meu canal no Youtube

Loading...